sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Sei lá (não consegui pensar em um título para isso) :/

Olá meninas,

hoje não vim falar de dieta, vim falar sobre mim um pouquinho.

tenho ficado tão feliz por ter pessoas que estão lendo o blog e me acompanhando...

A verdade é que praticamente não tenho amigas (nem amigos) na vida real, tenho algumas colegas de trabalho, outras na faculdade, converso muito com minha mãe e minha irmã, mas amigos de verdade, nenhum... Sempre tive dificuldades em me relacionar desde pequenininha. Sempre fui muito fechada, nunca gostei de contar nada do que acontecia comigo pra ninguém, pois achava (acho) que não seria compreendida, ou seria julgada, ou sei lá o que.
O fato é que tenho ficado muito feliz por ter pessoas especiais que tem acompanhado o blog, torcido por mim e comentado aqui, isso me dá mais ânimo pra perseguir minhas metas.

Ultimamente tenho experimentado um turbilhão de emoções, em um momento me sinto feliz, as vezes até eufórica, e de repente do nada sinto um aperto no peito, começo a ter medo nem sei de que, e parece que tudo fica cinza de uma hora pra outra... No último domingo tive uma crise de ansiedade, acho que foi isso. Eu estava assistindo um filme sozinha na sala, meu esposo e meus filhos já estavam dormindo, e no filme tratava de uma criança que havia morrido atropelada. Do nada eu comecei a pensar que meus filhos iam morrer, e fui ficando com um aperto no peito, comecei a chorar. Aí corri pro quarto deles me deitei na cama do caçula, abracei ele bem apertado e fiquei ali chorando um tempão com medo de que algo acontecesse com eles. Depois comecei a pensar que talvez a vida deles fosse melhor sem mim, que eles seriam criados pela avó e que não se sentiriam mais rejeitados, e aí me vieram pensamentos de suicídio, de que talvez seria a melhor saída para tudo, mas ao mesmo tempo em que eu pensava tudo isso eu pensava no quanto isso tudo era ridículo e absurdo, era como se meus pensamentos tivessem vida própria e eu não conseguisse acalmá-los... Depois de quase uma hora consegui me acalmar e fui dormir, e não contei isso pra ninguém.

Um outro pensamento meio obsessivo que tenho é de que preciso largar meu emprego. Eu tenho um ótimo emprego, que me paga muito bem, mas mesmo assim sinto esse desânimo, essa vontade de largar tudo e ficar trancada em casa. Se não fosse o meu marido eu já teria feito isso...

Enfim, as vezes eu acho que estou ficando louca, e tenho medo disso. No dia 10 tenho retorno com o psiquiatra, espero conseguir contar tudo isso pra ele, normalmente não consigo. Até abandonei a psicoterapia por que eu não conseguia falar nada para a psicóloga.

Enfim, só queria conversar com alguém, obrigada...

5 comentários:

  1. ei!!
    é sempre bom se abrir, seja ao vivo, seja pelo blog ou ate num diario... assim vc nao guardar as emoções só pra vc... vale a pena ouvir o q o psiquiatra tem a dizer pq esses pensamentos atrapalham a gente, ne?!
    bjos e otimo fds!

    ResponderExcluir
  2. Oi, entendo o que vc está descrevendo, tenho 2 filhas e depois da segunda desenvolvi uma depressão, qdo saia de casa tinha crises de choro, no shopping, na academia, não tinha vontade de sair, etc... achei que voltando a trabalhar isso iria melhorar, mas não passou. Faz 5 anos que tomo antidepressivos (agora estou na bupropiona 300mg) e 4 que voltei trabalhar. Sobre o trabalho ok, mas não posso ficar sem o remédio. Vc tem que contar para seu médico o que está sentindo para que ele possa te ajudar com remédio ou terapia, se vc não falar como espera melhorar? Eu sei que é difícil, acredite, meu psiquiatra é bem bonitão, e me pergunta tudo, até "como vai minha libido", não é fácil responder..rsrsrs mas foi conversando que ele encontrou o melhor medicamento para o meu caso. Também estou tentando emagrecer a todo esse tempo, as vezes acredito que a minha depressão seja consequencia desse excesso de peso, ou vice versa, nem sei mais, mas acredito que se emagrecer ela vá embora com os kilos extras. Um fator muito importante (que todo mundo diz mas a gente não faz) é o exercício físico, que libera naturalmente os hormônios que faltam para nos sentirmos bem, meu médico e meu marido sempre falam, mas não é fácil, principalmente para nós mulheres e mães que sempre temos o que fazer e nos deixamos por último de qualquer lista. Estou ensaiando para começar a fazer alguma atividade, mas não pode ser opção, sei que se tiver que pensar eu não vou fazer... tem que ser no automático. Enfim, sei o que vc passa, tb passo por isso, td q vc sente é consequência da depressão, não sei se toma algum medicamento, para mim é bom. Vai com calma e fé, um passo de cada vez, resolva um problema de cada veze e só converse com pessoas que te entendem, médico, psicólogo, amigos nem que sejam virtuais. Boa sorte, e saiba, vc não está sozinha.

    ResponderExcluir
  3. Ju, isso pode ser crise de Sindrome do Pânico ou algo assim, somente um especialista poderá te ajudar. Mas tente se conectar sempre com as energias positivas, com Deus caso acredite ! Mantenha pensamentos bons em qualquer situação...não é fácil, temos que nos monitorar o tempo todo, mas é possivel!
    Muita força e paz!
    Beijo
    Ca

    ResponderExcluir
  4. Oi Ju. Se você não quiser conversar, imprime essa postagem e entrega pro psiquiatra/psicologo. É sempre bom lidar com essas coisas.

    Eu acho que eu te entendo um pouco. Depois que eu mudei pra cá, tenho me sentido bem sozinha, porque afinal é só eu e o marido, agora que eu conheci uma brasileira a qual eu vejo 1x por semana pra conversar um pouquinho. E a minha cabeça voa com incertezas. Principalmente na hora de dormir, parece que tudo de negativo vem nessas horas sabe, pra me deixar aflita. Penso em morte, em sofrimento, em perder quem eu amo... como se eu não merecesse ser feliz, sabe. Mas esses tipos de pensamento não devem ser levados a sério. É sempre bom expressa-los, e conversar com alguém... Até pra ouvir uma versão mais bonita das coisas... meu marido sempre me coloca pra cima, e me acalma até eu dormir... me dá pensamentos bons sabe no lugar de toda negatividade de antes. Acho que todos estamos vivos por um motivo, e seja qual for, devemos ultilizar esse tempo aqui pra ser feliz. Foca nisso. Em agradecer. Eu antes de dormir tenho tentado me focar nisso... Mais saúde, aproveitar melhor quem tá do meu lado me apoiando e aproveitar a mim mesma.

    Se quiser conversar qualquer hora... me avisa :) Me add no facebook.

    ResponderExcluir
  5. Ju...

    Me corta o coração ler qualquer pessoa que a cabeça cruza o pensamento suicida. Não se deixe pensar nisso! Seus filhos não estariam melhor sem você, de forma nenhuma! E sua família que te ama? Não, não! E ainda tem a gente do blog torcendo por você, não só no emagrecimento, mas em tudo na vida.

    Eu entendo de pensamentos tortos e medos do nada e crises de choro e, minha amiga, isso passa. Não sei de você, de você sempre esteve nesse estado, se já saiu dele alguma vez, mas isso passa! Não desiste de você, da sua vida, da sua felicidade.

    Como já disse, eu te desejo tudo de melhor. Que sua cabeça possa ter paz, minha linda.

    Um beijo!

    ResponderExcluir